EU SOU A ENTREAMAR

Se você não me conhece, sou a Taísa.

Sou a pessoa por trás da Entreamar inteirinha. Todos os brincos, colares, piercings e xícaras que você já viu por aqui são criações e produções minhas,

 

Eu comecei essa aventura há alguns vários anos, sem muita certeza do que eu queria fazer e de quem eu era. Foi experimentando materiais e técnicas que a Entreamar tomou a forma que hoje vocês conhecem.

Aqui eu coloquei todo o meu amor, dedicação e criatividade. E nesse processo encontrei centenas de pessoas que se identificaram com o meu trabalho e me nutriram com seu afeto e apoio. Me conectei a uma rede de pessoas incríveis dispostas a disseminar a importância do consumo consciente e da produção afetiva e artesanal.

CHEGOU A HORA DE UMA NOVA AVENTURA

Nada dura para sempre e isso é proposital. Com a Entreamar eu descobri a minha essência. Foi uma experiência maravilhosa por ter sido compartilhada com tantas pessoas incríveis.

Mas agora chegou a hora de partir para uma nova aventura. Em março embarco para a Finlândia, de mala e cuia, sem passagem de volta. Uma mudança grande assim requer tempo e por isso a decisão de encerrar a marca. Não quero matá-la, ela estará em um coma induzido. Nada sei do que ela ainda pode se transformar, do que eu ainda posso me transformar.

O site continuará no ar e as redes sociais também. Continuo carregando os mesmos propósitos, agora longe do que sempre chamei de casa. 

Estarei sempre disponível para todos os que precisarem, seja assistência para as joias Entreamar que você tem em casa até a troca de experiências pessoais.

Mais do que uma marca, sou uma pessoa. E estarei sempre de coração e braços abertos para todos vocês.

Um imenso obrigada e um grande abraço.

Taísa Helena

entreamar

verbo transitivo/ neologismo.: verbo convidativo; intima que entre sem pedir licença, se misture com o processo e se apaixone pelo resultado.

Facilitamos o diálogo entre porcelanas, cerâmicas e metais;

suas formas, temperaturas, alquimias e limitações.

Uma marca que transborda a paixão pelas possibilidades, pelo fazer com as mãos, pela transposição de esculturas para espaço corporal, móvel, parte de uma composição afetiva em nossa relação do vestir, usar e sentir.

Não criamos coleções, interpretamos vontades que se materializam.

Não seguimos tendências, exalamos originalidade.

Não criamos sem motivo, somos impulsionadas por uma paixão pelo que é primário no mundo.

  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone Pinterest